Agricultura sintrópica

Agricultura sintrópica

Por Fernando Rebouças

Produzir alimentos sem alterar o equilíbrio ambiental é um dos principais objetivos da economia sustentável. Umas das possibilidades é a prática da agricultura sintrópica. A agricultura sintrópica se refere a um modo de produção agrícola que utiliza os recursos naturais sem alterar a disposição física, biológica e química na natureza.

A partir da sintropia é possível equilibrar a produção de alimentos num processo de plantio que aproveita o natural sistema orgânico e biológica de plantas, animais, micro-organismos e proteínas presentes no solo aproveitando os ciclos de sucessão ecológica já existentes numa área verde. A agricultura sintrópica se opõe à monocultura e ao excesso de aditivos químicos no campo.

A agricultura sintrópica foi criada no Brasil pele pesquisador suíço Ernst Gõtsch. Esse método de agricultura não utiliza produto agroquímico como fertilizante e biocidade, utilizando o sistema natural já presente numa área florestal nativa. Utilizando a sintropia é possível produzir uma diversidade de alimentos mantendo a recuperação do solo e respeito à biodiversidade.

A sintropia também aplica processos de recuperação de áreas degradadas e análise de sistemas de produção presentes em unidades agroflorestais. A ideia da sintropia é difundida no Brasil desde 1984, e possibilita, além dos solos degradados, a alta produtividade, variedade de vegetais e recuperação de lençóis d’água.
Vídeo:

,

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *