Aposentadoria no Brasil

Aposentadoria no Brasil.

Por Fernando Rebouças

No decorrer da vida profissional, a pessoas inicia no mercado de trabalho através do primeiro emprego ou estágio, passa por várias empresas, funções e hierarquias, alcançando o último passo: A aposentadoria. Nos últimos tempos, seja por desafios profissional ou necessidade financeira, muitos profissionais permanecem trabalhando após a aposentadoria.

No Brasil, em virtude de crises previdenciárias e econômicas, o profissional brasileiro encontra-se vulnerável a viver uma aposentadoria de péssima qualidade próxima da linha da pobreza. Há uma necessidade de financiar a velhice através de uma previdência complementar.

Grande parte dos brasileiros, em pesquisa realizada pelo banco HSBC em 2008, cerca de 69 % dos economicamente ativos temem não ter mais dinheiro na velhice, 79 % temem depender de terceiros, 76 % temem ter alguma doença. Para prevenir tais situações torna-se necessário um planejamento financeiro feito com antecedência;

Muitas empresas, além de pagarem o INSS do funcionário, abrem um fundo de investimento de previdência privada. Muitas empresas iniciaram um novo fenômeno no mercado de trabalho: “ a contratação de profissionais de idade avançada”.

Para manter o capital intelectual dentro das empresas e a passagem de conhecimento aos mais jovens, a contratação de profissionais de idade  avançada e até mesmo já aposentados, tem sido uma importante estratégia corporativa. Experiência mercadológica, de vida e vivência na profissão são fatores na contratação dos “mestres veteranos”

Bibliografia : Jornal Emprego & Estágios

Site HSBC

 

,

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *