Artesanato

Artesanato.

Por Fernando Rebouças

Trabalho manual proveniente de um artesão, que pela sua dedicação gera produtos pertencentes a cultura popular e de caráter familiar. O artesão possui os meios de produção, na maioria das vezes feita em sua própria casa.

O artesão é o proprietário da oficina e das ferramentas, realiza todas as etapas sem a divisão de trabalho tão comum na produção industrial. O artesanato inicou no período neolítico (6.000 a.C.), quando o ser humano começou a polir a pedra.

Nesse período também iniciara a fabricação de cerâmica e tecelagem primitiva. O artesão é responsável por todo o processo de escolha da matéria-prima, da sua transformação e acabamento.

Muitas vezes é ajudado pela família ou por um aprendiz. Todo grupo de aprendizes seguiam um mestre-artesão. As primeiras associações foram as Corporações de Ofício, dirigidas pelo mestre de cada região.

A partir da Revolução Industrial, o artesanato passou a ser desvalorizado perante os produtos provenientes da mecanização. No artesanato há basicamente três tipos de artesãos:

Artesão-artista: artesão que produz a partir de sua criatividade e subjetividade, são os talhadores, gravadores, escultores e pintores;

Artesão semi-industrial: capaz de produzir seu artesanato por meio de moldes e processos semi-industriais para reproduzir peças iguais como jarros e tigelas;

 Artesão-artesão: produz as peças utilizando ferramentas e métodos rudimentares, na maiorias das vezes são peças utilitárias sem preocupação com a beleza.

Referências:

http://www.geranegocio.com.br/html/arte/p1.html

http://pt.wikipedia.org/wiki/Artesanato

, ,

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *