Bicicleta nas grandes cidades

Bicicleta nas grandes cidades.

Por Fernando Rebouças

Perante o trânsito caótico e os engarrafamentos que já tomam os espaços e as vias das grandes cidades, como o Rio de Janeiro, andar de bicicleta em determinadas distâncias tem sido visto como uma positiva alternativa à qualidade de vida e fuga dos longos engarrafamentos. O motorista se vê preso num engarrafamento irritante enquanto observa a liberdade do ciclista que, calmamente, chega aonde quer com liberdade de espaço e tempo.

O crescimento dos carros nas grandes cidades tem sido incentivados por meio do crescimento econômico de países emergentes como o Brasil, acesso ao crédito facilitado e a troca de veículos com menor peso burocrático. O aumento dos carros nas cidades tem intensificado os engarrafamentos, o estresse dos motoristas, a emissão de gases de efeito estufa e demonstrando as vulnerabilidades da estrutura de uma cidade.

O Rio de Janeiro, segunda cidade do país em concentração demográfica, depois de São Paulo, começou a implantar vias de ciclovias a partir dos anos 1980. Em 2010, o Rio de Janeiro já contava com cerca de 300 km de ciclovias e rotas demarcadas para os ciclistas. O Rio de Janeiro ocupa o primeiro lugar entre as grandes cidades do Brasil em quilômetros disponíveis para o uso da bicicleta, e o segundo lugar na América da Sul, depois de Bogotá, capital da Colômbia.

Há cerca de 40 anos, a capital colombiana iniciou incentivos para o uso de bicicletas, na cidade  mais de 1,5 milhão de pessoas utilizam a bicicleta com sinalização e a presença de 220 ciclistas supervisores que ajudam a proteger as ciclovias.

Outra grande cidade que incentiva o uso das bicicletas é Nova York, há mais de 40 anos, o Departamento de Transportes da cidade investiu na construção de mais de 200 quilômetros de ciclovias, com a pretensão de atingir 1,8 mil quilômetros, segundo estimativas publicadas no periódico USA Today. Porém, a cidade norte-americana que ocupa o primeiro lugar em ciclovias e áreas destinadas aos ciclista é Portland, no estado de Oregon, segundo dados da revista National Geographic Traveler.

Na Europa, um dos países que mais incentivam o uso de bicicletas é a Holanda, o país possui mais de 18 milhões de bicicletas, mais do que a sua própria população de 16,5 milhões de habitantes, é considerado o país de maior densidade de bicicletas no mundo. A Holanda possuo 29.000 km de ciclovias, boa parte destinada ao lazer e outra para o transporte individual público do dia a dia.

Referências:

http://envolverde.com.br/sociedade/rio-de-janeiro-avanca-em-duas-rodas/

http://vidaeestilo.terra.com.br/turismo/internacional/america/descubra-nova-york-em-cima-de-uma-bicicleta,db08114973337310VgnCLD100000bbcceb0aRCRD.html

http://www.nesobrazil.org/students/information-in-portugese/curiosidades/holanda-o-pais-de-bicicletas

http://g1.globo.com/sao-paulo/respirar/noticia/2011/05/bogota-incentiva-o-uso-de-bicicleta-ha-mais-de-tres-decadas.html

http://oglobo.globo.com/rio/bicicleta-eletrica-procuradoria-regional-da-republica-ameaca-ir-justica-6206944

 

,

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *