Conar

Conar.

Por Fernando Rebouças

O termo “Conar” significa Código Brasileiro de Autorregulamentação Publicitária. A entidade foi criada no final da década de 70, época em que o governo avaliava a possibilidade de sancionar lei de censura à propaganda.

Para não permitir a existência de uma lei regulamentária sobre a propaganda, o que iria prejudicar o mercado publicitário, foi o criado o Conar. O Conar sintetiza através de um Código próprio a possibilidade de manter a liberdade de criação e expressão publicitária, do mercado publicitário e do próprio consumidor.

Assume o dever de manter a ética na propaganda, no objetivo da mesma não se tornar abusiva ou enganosa. O surgimento do Conar no Brasil, segue o modelo inglês de autorregulamentação.

Foi apoiada por grandes nomes da publicidade brasileira. O Código foi inicialmente redigido por Mauro Salles e Caio Domingues, posteriormente por Petrônio Correa, Luiz Fernando Furquim de Campos e Dionísio.

Cada redator representou agências, anunciantes e veículos de comunicação. O sucesso se materializou quando todas as empresas de comunicação e anunciantes subordinaram suas ações ao Código. O fato ficou oficializado em 1978, durante o III Congresso Brasileiro de Propaganda.

Depois de redigido o Código, o Conar foi fundado como ONG, com poderes de instaurar processos éticos. A entidade não aceita censura prévia na produção publicitária e infrações presentes em anúncios. O Conar segue os seguintes preceitos:

– todo anúncio deve ser honesto e verdadeiro e respeitar as leis do país,
– deve ser preparado com o devido senso de responsabilidade social, evitando acentuar diferenciações sociais,
– deve ter presente a responsabilidade da cadeia de produção junto ao consumidor,
– deve respeitar o princípio da leal concorrência e
– deve respeitar a atividade publicitária e não desmerecer a confiança do público nos serviços que a publicidade presta.

Denúncias de consumidores, empresas, associados, autoridades e pela própria diretoria são encaminhadas ao Conselho de Ética do Conar, responsável por fiscalizar e julgar sobre a possível desobediência do Código.

 

Referências:

http://www.conar.org.br/

http://pt.wikipedia.org/wiki/Conar

, ,

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *