Crer ou não crer (livro)

Crer ou não crer (livro)

Por Fernando Rebouças

O que dirá um padre convicto em sua fé em Deus para um ateu convicto em sua descrença? O que um ateu pode aprender com uma pessoa que crê em Deus e o que ela pode ensiná-lo? Na busca do equilíbrio, do entendimento e da compreensão o padre Fábio de Melo e o historiador Leandro Karnal escreveram o livro “Crer ou não crer” publicado pela editora Planeta em 2017.

A obra resulta da coragem de provocar a humildade no outro na aceitação de argumentos e ponto de vistas. Os autores debatem temas importantes como entender se o mundo é melhor ou pior sem Deus e se a religião ajuda ou atrapalha o ser humano.

Juntos foram muito além para compreender o que faz um determinado indivíduo acreditar e confiar em uma vida eterna e o que leva outro indivíduo a renunciar o conforto espiritual da religião e da espiritualidade.

Cada autor respeita o outro em sua opinião e escolha, o diálogo entre os dois não busca um vencedor e muito menos o convencimento da verdade de um sobre a do outro. O livro trata-se de uma conversa honesta, leia um trecho:

Karnal: (…) Não é uma fé no estilo de Samuel na Bíblia, que ouve o chamado no meio da noite; não é uma visita extraordinária como a de Saulo a caminho de Damasco; não é uma fé como a iluminação de Lutero, que decide se tornar religioso quando um raio cai ao seus pés e ele invoca Santa Ana. A sua fé parece muito encarnada nessa humanidade mineira, cotidiana. (…) Qual é o diferencial que fez com que a sua crença se tornasse existencial a ponto de mudar toda a sua vida? O que o levou ao sacerdócio?

Padre Fábio: Não seu dizer ao certo. Talvez tenha sido o fato de ter crescido entre altares e andores. Minha rotina era alinhavada pelos ritos católicos. Sempre levado por minha mãe. Novenas, missas e procissões. Tudo era intenso que se desdobrava para minhas outras percepções do mundo. A religião era o filtro por onde eu via e sentia a vida.”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *