Cultura democrática

Cultura democrática.

Por Fernando Rebouças

Quando o cidadão , considerado povo, possui o poder de decisão política direta ou representada, ele está inserido num regime de governo democrático. Há a democracia pura, onde o cidadão participa de decisões e escolhas através de voto direto, e a democracia indireta e representativa, na qual o povo elege representantes para suas decisões.

Dentro deste conceito de democracia, aconteceu na década de 60, um estudo científico-social realizado por Gabriel Almond e Sidney Verba, que gerou a publicação da obra A cultura cívica: atitudes políticas e democracia em cinco países , a pesquisa visava estudar o potencial cultural para o estabelecimento da democracia e sua estabilidade em determinadas regiões e países.

As condições para um regime democrático ser estabelecido seguia a condição da orientação cognitiva, ou seja, avaliar o nível de conhecimento e crença no regime democrático que os cidadãos de determinada região poderiam apresentar.Além da orientação cognitiva, há também no estudo a noção de orientação afetiva que avalia o sentimento democrático existente em determinado país, e a orientação avaliativa, que busca uma reflexão e análise  sobre a opinião popular a respeito do sistema político vigente ou planejado.

Há ainda a pontuação em três tipos de cultura cívica, a paroquial, a súdita e a participante. A paroquial segue as estruturas políticas tradicionais, a súdita segue estruturas autoritárias e a participante, a estrutura democrática.

Referências:

http://educacao.uol.com.br/sociologia/cultura-politica-busca-da-democracia.jhtm

http://pt.wikipedia.org/wiki/Democracia

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *