Desde que o Samba é Samba (livro)

Desde que o Samba é Samba (livro).

Por Fernando Rebouças

Em 2012, Paulo Lins, autor do romance “Cidade de Deus”, obra já adaptada para o cinema brasileiro, lançou o livro “Desde que o Samba é Samba”, amante do samba, o livro é um aprimoramento de uma linha de pesquisa que o autor havia iniciado em seus tempos de faculdade e visa resgatar os momentos em que o samba foi preponderante para a formação da identidade cultural brasileira.

Paulo Lins aborda sobre o surgimento da primeira escola de samba, a Deixa Falar, a fundação dos primeiros blocos de Carnaval, do surgimento da Umbanda em paralelo com o samba carioca e demais assuntos sociais relacionados aos acontecimentos históricos no início do século XX.Publicado pela editora Planeta, a obra é composta por personagens reais e fictícios, num ambiente vivido por grandes mestres do samba.

Paulo Lins, além de escritor, é roteirista de TV e professor de letras. Criado no morro do Estácio, o berço do samba carioca, desde a infância  ouvia samba dentro e fora de sua casa e anotava numa caderneta os nomes de compositores e intérpretes.  Aos 15 anos de idade, compôs um samba para o Bloco Estrela de Jacarepaguá, em parceria com o amigo Etelvino, mas como sua mãe o proibia de desfilar, não conseguiu acompanhar seu samba sendo cantado pelo bloco, apenas ouviu o eco dos foliões.

Em 1986, quando estava concluindo seu curso universitário, o seu trabalho final foi sobre o samba, no qual recebeu a nota 7,5 e um comentário crítico de seu professor: “de você eu esperava um trabalho melhor”.

Depois de lançado o livro, o autor, aos 53 anos de idade, presenteou seu professor com um exemplar. Até os dias de hoje, o carnaval é uma de suas grandes paixões, torcedor da escola de samba, Estácio de Sá, Paulo Lins acredita que cada pessoa tem um samba inesquecível na cabeça.

No livro, o autor busca expor um panorama sobre a origem do samba nos anos de 1928 a 1931, o surgimento da Deixa Falar e a importância desse ritmo em nossa sociedade, segundo o autor:

“Tentei reunir também no livro os compositores que não têm o prestígio que mereciam ter. Também é interessante verificar como a umbanda e o samba nasceram juntos e no mesmo local, na Praça Onze, no Estácio.”

Referências:

http://www1.folha.uol.com.br/livrariadafolha/1067332-autor-de-cidade-de-deus-escreve-sobre-invencao-do-samba.shtml

http://livraria.folha.com.br/catalogo/1177380/desde-que-o-samba-e-samba

Almanaque Saraiva – Ano 7, n°72 – Maio 2012.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *