Deus ex-machina

Deus ex-machina

Por Fernando Rebouças

Expressão latina cuja tradução é origem grega “apó mechanés theós” , e em português significa “Deus surgido da máquina” ou “Deus de dentro da máquina”. Um instrumento dramático utilizado na tragédia clássica e que permite que algo superior como uma divindade ou ser sobrenatural apareça no meio de uma história, desça no palco para dar um novo sentido na narrativa apresentada.

O “Deus ex-machina” tem sua origem no teatro grego, quando uma história não tinha uma solução natural perante o andamento dos fatos, o artifício do “Deus ex-machina” era utilizado de forma inesperada e artificial para resolver o andamento da história. Muitas peças gregas eram finalizadas com uma intromissão de uma luz, de um relâmpago, de uma voz superior ou de um personagem que se travestia de sobrenatural pendurado numa corda ou guindaste.

Atualmente, o termo também é utilizado para indicar um roteiro de uma história sem lógica e que apresenta acontecimentos improváveis. Na dramaturgia atual, “Deus ex-machina” é um recurso que se materializa na história de forma sobrenatural para resolver um “nó” que não permite a trama ser solucionada, muitas vezes de forma heróica e poderosa.

Este recurso é muito criticado por estudiosos e dramaturgos, pois trata-se de uma solução forçada de uma trama sem levar em consideração o natural raciocínio dos personagens e do enredo. A tragédia, no estudo da dramaturgia, é considerada uma forma teatral propícia para adequar a relação entre o divino e o humano, para muitos críticos, os personagens não devem depender de uma intervenção para a solução de uma história.

“Deus ex-machina” fora criticado por Aristóteles, um ilustre teórico da tragédia, pois segundo ele, toda tragédia deve ser verossímel, sem causalidades ou intromissões que fujam do real cenário dos acontecimentos e suas desencadeações.

Referências:

Fonte : BIB: Aristóteles, Poética, ed. Eudoro de Sousa, Imprensa-Nacional Casa da Moeda  (1998) .

http://www2.fcsh.unl.pt/edtl/verbetes/D/deus%20ex%20machina.htm

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *