Documenta de Kassel

Documenta de Kassel.

Por Fernando Rebouças

Considerada a maior exposição de arte contemporânea do mundo, é organizada a cada cinco anos. Teve origem nas ruínas  da Segunda Guerra do Museu de Fridericianum, na cidade de Kassel.

A Documenta de Kassel ocorre a cada cinco anos, e dura cem dias. Kassel é considerada uma das principais cidades do Estado de Hessen, Alemanha. Com o passar dos anos, Kassel se transformou para abrigar obras de artistas de várias partes do mundo.

Na primeira mostra, cerca de 130 mil pessoas puderam apreciar mais de 600 obras de 148 artistas da vanguarda moderna. Entre os artistas destacavam-se Pablo Picasso, Paul Klee e Marc Chagall.

A mostra iniciou em 1955, com o propósito de resgatar a arte de vanguarda moderna excluídas dos espaços culturais na era Hitler, o nazismo a considerva uma arte perdida e degenerada.

A Documenta de Kassel foi lançada pelo artista Alfred Bode e historiador de arte Werner Haftmann. Em 1968, os estudantes começaram a exigir uma Documenta com menor apelo comercial e exigir mostras com maior conteúdo social.

Em 2007, a mostra recebeu mais de 500 0bras de 113 artistas, incluindo  sete brasileiros, entre eles Ricardo Basbaum que apresentou um projeto interativo de aço.

Referências:

http://www.dw-world.de/dw/article/0,,571335,00.html

http://pt.wikipedia.org/wiki/Documenta

http://www.rfi.fr/actubr/articles/090/article_10946.asp

http://www.guiasjp.com/opcoes.php?option=615&pubb=&tela=640×480&id_canal=47&id_noticia=24635&option=615

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *