Edward Munch

Edward Munch 

Por Fernando Rebouças

Edward Munch , pintor norueguês, foi um dos precursores do expressionismo alemão. Nasceu em Loten, em 12 de dezembro de 1863, faleceu em 23 de janeiro de 1944, na cidade de Ekely. Suas obras são lembradas pelas angústias existenciais e ameaças invisíveis.

Estudou na Escola de Artes e Ofícios de Oslo, teve como influências artísticas as obras de Courbet e Manet. Em suas obras predominou os temas sociais. Começou a pintar em 1880, iniciando em retratos e quadros naturalistas, nessa época pintou “Criança doente” de 1886.

No decorrer dos anos, perdeu grande parte de sua família, a mãe falecera quando tinha cinco anos de idade, a irmã mais velha aos quinze anos, a segunda irmã morrera após seu casamento e a irmã mais nova sofria de doença mental. O próprio Edward Munch enfrentava diversas doenças.

Em viagem a Paris, teve contato com as obras de Van Gogh e Gauguin. Em 1892, expõe em Berlim. Aos trinta anos de idade, pintou a sua obra-prima “O Grito”, que retrata a angústia e o desespero, sentimentos colhidos de suas próprias decepções.

A obra “O Grito” pertence à série “O Friso da Vida”. Em 1896, em Paris, começa a produzir gravuras. Em 1914, iniciou um projeto para a decoração da Universidade de Oslo.

Nessa fase, já tinha retornado em definitivo para a Noruega, iniciou uma renovação na sua pintura com cores claras, pintou “O sol”, “A história” e “Alma mater” entre os anos de 1910 a 1915.

Referências:

http://www.pitoresco.com.br/universal/munch/munch.htm

http://pt.wikipedia.org/wiki/Edvard_Munch

, ,

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *