Eleições no Irã

Eleições no Irã 

Por Fernando Rebouças

Em 2009, ocorreu a décima eleição presidencial no Irã. O voto é concedido a maiores de 18 anos, e todo cidadão iraniano pode se candidatar desde que seja uma personalidade política e religiosa, e fiel à República Islâmica.

O vencedor das eleições é aquele que alcança maioria absoluta dos votos, caso contrário, as eleições são estendidas para um segundo turno com os dois primeiros candidatos. Após a eleição final, se o candidato eleito morrer em dez dias, são organizadas novas eleições em duas semanas.

O Conselho dos Guardiães, composto por 12 pessoas, decide e protocolam quem será o candidato. Em 2009, 475 iranianos solicitaram candidatura, inckuindo 42 mulheres.

Durante as eleições de 2009, o comitê de campanha de Mousavi, principal oponente do  presidente em exercicio e candidado reeleito Mahmoud Ahmadinejad, foi atacado. Houve denúncias de tentativa de assassinato ao ex-presidente Mohmmad Khatami.

Jovens e renovadores do pais apoiavam a bandeira verde de Mousavi. O resultado final foi pronunciado em 13 de junho de 2009, reelegendo Mahmoud Ahmadinejad, com grande votação até no território eleitoral de Mousavi.

Opositores a Mahmoud e favoráveis a Mousavi foram às ruas pedindo cancelamento das eleições em protestos sangrentos com as forças de repressão do governo. Imagens dos protestos foram proibidas de serem veiculadas e jornalistas estrangeiros foram presos e censurados no pais.

Referências:

 

http://pt.wikipedia.org/wiki/Elei%C3%A7%C3%B5es_presidenciais_no_Ir%C3%A3_em_2009#Protestos

http://www1.folha.uol.com.br/folha/mundo/ult94u576828.shtml

,

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *