Gestão em TI

Gestão em TI.

Por Fernando Rebouças

Quando nos referimos à “Gestão da Tecnologia da Informação” designamos tarefas e ações específicas para a criação de recursos da informática aliando os recursos oferecidos pela Tecnologia da informação ao planejamento e estratégia de um negócio. Os recursos da informática, em virtude do avanço da globalização e da rápida competitividade, passaram a ter maior relevância no planejamento e nas tomadas de decisões numa empresa.

A tecnologia da informação é utilizada como um meio e uma oportunidade de negócio que ajuda a fomentar as estratégias de mercado de uma empresa para atender os objetivos da mesma. As empresas mais avançadas na utilização da Tecnologia da Informação (TI), são aquelas que consideram a informação um patrimônio, uma matéria-prima para geração de soluções e novas ideias .

Aliando planejamento, informática e telecomunicações, tornou-se possível gerenciar vários níveis de informação considerando os diferentes perfis de consumidores, produtos e serviços da empresa e do mercado.

Saber antes do que o seu concorrente, se comunicar rapidamente com os seus colaboradores e adiantar as exigências da demanda presente são desafios que as empresas enfrentam com o auxílio da “Gestão em TI”.

A tecnologia presente no mercado, como o cadastramento de clientes, por exemplo, gera diariamente uma extensa quantidade de dados de clientes, empresas e informações de mercado que somente são organizadas e rapidamente acessadas graças aos investimentos realizados por empresas e instituições em “Gestão em TI”.

Esse investimento parte da preocupação das empresas em se manterem atualizadas no desenvolvimento tecnológico e no plano da organização dos processos interno da empresa. A “Gestão em TI” remete à convergência das mídias, de infraestrutura tecnológica, e das telecomunicações.

Esse conjunto de convergências gera um novo ritmo de mercado e um novo perfil de produtos e serviços que atendam a esse ritmo. A principal missão da instalação da “Gestão em TI” nos setores de uma empresa atrela-se ao compromisso de aumentar a capacidade de produção, organização, elevação da qualidade de produtos e serviços, além de disponibilizar acesso às informações relevantes para a empresa, colaboradores, fornecedores e clientes.

Esse modelo de gestão é muito importante, pois vivemos num mundo em que as pessoas não precisam se esforçar para gerar informação, a informação é, inicialmente, gerada automaticamente em virtude das necessidades de troca e do movimento cultural e do mercado.

Segundo Bill Gates, em seu livro “ A Estrada do Futuro”:

“Diretores de empresas pequenas e grandes ficarão deslumbrados com as facilidades que a tecnologia da informação pode oferecer. Antes de investir, eles devem ter em mente que o computador é apenas um instrumento para ajudar a resolver problemas identificados. Ele não é, como às vezes as pessoas parecem esperar, uma mágica panaceia universal. Se ouço um dono de empresas dizer: ‘Estou perdendo dinheiro, é melhor comprar um computador”’ digo-lhe para repensar sua estratégia antes de investir. A tecnologia, na melhor das hipóteses, irá adiar a necessidade de mudanças mais fundamentais. A primeira regra de qualquer tecnologia utilizada nos negócios é que a automação aplicada a uma operação eficiente aumenta a eficiência. A segunda é que a automação aplicada a uma operação ineficiente aumenta a ineficiência.”

Referências:

http://pt.wikipedia.org/wiki/Gest%C3%A3o_da_tecnologia_da_informa%C3%A7%C3%A3o

http://www.guiarh.com.br/p62.htm

 

,

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *