Indústria aeronáutica

Indústria aeronáutica.

Por Fernando Rebouças

A indústria aeronáutica é um setor responsável pela fabricação de aviões, helicópteros e demais equipamentos de voo. É composta por um grupo pequenos de empresas fabricantes, utiliza tecnologia de ponta para um  mercado em nível internacional.

Em todo o mundo, há poucos grandes fabricantes, e a empresa brasileira Embraer é uma deles. Considerada uma das maiores empresas do mundo, a empresa brasileira é capaz de projetar, desenvolver, fabricar, vender e oferecer suporte para aeronaves.

A Embraer foi fundada em 19 de agosto de 1969, sua sigla significa Empresa Brasileira de Aeronáutica, é uma empresa estatal de capital misto. Possui sede em São José dos Campos, estado de São Paulo, com cinco unidades de produção industrial distribuídas em Eugênio Melo, Botucatu e Gavião Peixoto.

A Embraer também instalou uma unidade produtiva na cidade de Melbourne, estado da Flórida, EUA. E irá inaugurar uma nova unidade em Portugal. Os aviões brassileiros produzidos pela Embraer já foram vendidos para mais de 95 países, fabricando para atender a aviação comercial, executiva, defesa e segurança. Nos anos 2000, se tornou líder mundial no setor de aeronaves comerciais de até 120 assentos.

Na área militar, essa indústria é dominada pelos EUA, Rússia, França e Suécia, países que já ofereceram seus caças para o governo brasileiro. A produção aeronáutica da Rússia, a partir de 2012, teve que iniciar um processo de reorganização.

Segundo o governo russo, houve uma queda de exportações de aviões de defesa produzidos pela Rússia, atendendo principalmente a demanda militar interna. A queda das exportações ocorreu devido  a queda das importações por parte da China e da saturação do mercado indiano.

A produção de aviões de defesa e militares da Rússia ainda encontram mercado no sudeste asiático, mas com percentual de compra muito abaixo em comparação às inexistentes encomendas chinesas nos anos 1990 e 2000. Atualmente, grande parte das compras são realizadas pelo próprio governo russo, para a compra, por exemplo, de 24 aviões embarcados MIG-29K e de 30 caças de uso versátil Su-30SM, num projeto de compra de 600 aparelhos de aviação tática.

Referências:

http://www.investe.sp.gov.br/setores/aeronautica

http://portuguese.ruvr.ru/2012_05_16/74817317/

http://www.embraer.com/pt-BR/ConhecaEmbraer/TradicaoHistoria/Paginas/Home.aspx

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *