Instituo Butantã

Instituo Butantã.

Por Fernando Rebouças

Centro de pesquisa biomédica, cuja sede situa-se no bairro do Butatã, cidade de São Paulo. O Instituto Butantã foi fundado em 23 de janeiro de 1901, é uma instituição pública pertencente ao estado de São Paulo, vinculada à Secretaria de Saúde do governo de São Paulo.

O instituto é responsável por produzir grande parte das vacinas e soros consumidos no Brasil. Em suas instalações possui um importante ponto turístico composto por um parque e por três museus , um sobre biologia e os demais sobre história e microbiologia. Além das unidades onde são produzidas as vacinas e biofármacos, em seu complexo há o Hospital Vital Brazil, uma biblioteca e um serpentário.

A ideia do instituto surgiu em 1898, como instituto Bacteriológico, sendo fundado na antiga Fazenda Butantan, a principal missão do instituto era de iniciar a fabricação do soro contra a peste. O termo “Butantã” é proveniente do tupi e significa “terra dura dura”.

O instituto surgiu durante a epidemia de peste bulbônica que na época atingiu o Porto de Santos, para que a doença não chegasse à capital, o governo incentivou a sua fundação. A antiga fazenda Butantan foi desapropriada pelo então presidente de São Paulo Coronel Fernando Prestes de Albuquerque, responsável por também iniciar as obras de construção do instituto.

Adolfo Lutz, médico e cientista brasileiro, então diretor do Instituto Bacteriológico, enviou para São Paulo o mineiro Vital Brazil para ajudar no diagnóstico da peste. Vital Brazil ao lado de Osvaldo Cruz conseguiu diagnosticá-la, sendo Vital Brazil, o responsável pelo serviço contra peste no Instituto Bacteriológico.

Inicialmente, o instituto foi batizado de “Intituto Serumtherapico do Estado de São Paulo” e , posteriormente de Instituto Butantan, que trabalhou com grande esforço contra a peste. Até os dias atuais, é um centro de pesquisa e produção de renome mundial, responsável por pesquisas científicas de animais peçonhentos detentor de uma das maiores coleções de serpentes no mundo.

No ano de 2009, o Instituto Butantan foi investigado pelo Ministério Público de São Paulo devido a denúncias feitas pelo Conselho de Controle de Atividades Financeiras. Nessa denúncia, alguns funcionários foram acusados de desviar cerca de 30 milhões de reais desde o ano de 2007. As verbas seriam do Ministério da Saúde e destinadas para produção de soros e vacinas.

O esquema desviou a verba por cinco anos por funcionários do segundo escalão. Sete pessoas foram investigadas e o então presidente da Fundação foi afastado. Em maio de 2010, o Instituto Butantan teve o “Prédio das Coleções” incendiado. No incêndio houve a perda de 70.000 espécies de serpentes.

Referências:

http://pt.wikipedia.org/wiki/Instituto_Butantan

http://www.butantan.gov.br/portal/Institucional

 

,

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *