Marketing 4.0

Marketing 4.0

Por Fernando Rebouças

O marketing pode ser conceituado como um conjunto de métodos, experiências e ferramentas empregadas para atender necessidades, desejos e expectativas de clientes. Os conhecimentos na área de marketing ajudam as empresas a elaborarem  estratégias de marcas, produtos e serviços desde a matéria-prima até o serviço de pós-vendas de um produto em seu percurso no mercado.

Seja no marketing tradicional ou no digital, o planejamento de marketing deve observar as tendências mercadológicas e culturais de uma determinada sociedade, grupo de consumidores e comportamento de indivíduos que tenham a intensão de compra e poder aquisitivo para ser nomeado como cliente. O marketing apresenta fases distintas, tendo entrado na fase do marketing 4.0 depois dos anos 2010.

Veja a seguir as fases do marketing, segundo Philip Kotler:

Marketing 1.0: Todo o planejamento e ações eram centradas no produto, tem como referência inicial o fordismo aplicando, posteriormente, todos os esforços de diferenciação e promoção no produto e nas linhas de produto somente.

Marketing 2.0: Conjunto de pesquisas, planejamento e ações voltadas para o consumidor, agrega a era dos serviços, mas numa visão geral direciona a qualidade e posicionamento de produtos e serviços para atender as necessidades e desejos do cliente.

Marketing 3.0: Fase verificada a partir dos anos 2000, em que todos os esforços de marketing de produto, serviços e consumidor também acrescenta valores humanos como social e ambiental.

Marketing 4.0: O marketing apresenta abordagem que incorpora, ao mesmo tempo, ações do marketing tradicional (off-line) e do marketing digital (on-line) e as relaciona com a interação que ocorre entre empresas e clientes.

Num mundo conectado 24 horas por dia, manter a marca e produtos de uma empresa presentes na internet (sites, redes sociais, mensagens instantâneas, aplicativos, etc) é manter a marca disponível para clientes que estão sempre conectados, por outro lado, manter as ações de marketing no mundo real e analógico torna-se num diferencial, principalmente, para clientes que buscam informações e experiências palpáveis no ponto de venda tradicional.  O marketing 4.0 exige a convergência de mídias tradicionais (impressas) e mídias digitais, transparência e autenticidade.

No livro Marketing 4.0, de autoria de Philip Kotler, Hermawan Kartajayae Iwan Setiawan, publicado pela editora Sextante, os autores esclarecem:

“Tradicionalmente, o marketing sempre começa pela segmentação, a prática de dividir o mercado em grupos homogêneos com base em seus perfis geográficos, demográficos, psicográficos e comportamentais (…). Na economia digital, os clientes estão socialmente conectados em redes horizontais de comunidades. Hoje, as comunidades são os novos segmentos.”

Portanto, as marcas precisam compreender o caminho do cliente no mundo real e digital, saber abordá-lo nos pontos de vendas e conhecer o seu nível de conversa com outros clientes nas redes interativas na internet. A empresa precisa fazer parte da conversa, responder com agilidade para resolver problemas e dúvidas dos consumidores.

,

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *