Mercadores de cultura (livro)

Mercadores de cultura (livro)

Por Fernando Rebouças

Vender livros no formato impresso e digital ainda é uma arte. Arte no sentido de reunir visões de mercado baseadas em dados, mas, ao mesmo tempo inspirada na opinião de leitores. Como a indústria do livro deve se comportar e se adequar aos novos ciclos de mercado surgidos no início do século XXI?

Para ajudar a responder essa e outras questões, o autor John B. Thompson lança a obra “Mercadores de Cultura” pela editora Unesp no Brasil. O livro estuda o mercado editorial desde a criação de conteúdo até o processo de vendas. Além das principais tarefas de elaboração e distribuição do livro, Thompson explana também sobre as novas visões de mercado que as editores precisam ter, principalmente, quando possuem um vasto catálogo e uma demanda estática de leitores.

Ainda sobre o processo de criação e projetação do livro, Thompson escreve:

“O ponto de partida da cadeia de valor é a criação, a seleção e a aquisição de conteúdo – esse território onde autores, agentes e editoras interagem. A interação é muito mais complexa do que, à primeira vista, pode parecer. Algumas vezes, trata-se de processo linear simples: o autor escreve um texto, submete-o a um agente, que o aceita, e depois o vende a uma editora. Geralmente, entretanto, tudo é muito mais complicado (…)”

Todos os passos da indústria do livro são analisados por Thompson. O livro é indicado para editores, profissionais da área editorial, pesquisadores de mercado e universitários.

Veja mais informações sobre o livro:

http://editoraunesp.com.br/catalogo/9788539303939,mercadores-de-cultura

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *