Mikhail Bakhtin

Mikhail Bakhtin 

Por Fernando Rebouças

Considerado uma das principais referências nos estudos de linguística em todo o mundo, Mikhail Bakhtin foi filósofo e pensador russo, nasceu em Oriol em 17 de novembro de 1895, e faleceu em março de 1975. Além de pesquisar e elucidar a respeito das diferentes linguagens utilizadas nos discursos verbais humanos, estudou diversos assuntos como a semiótica, estruturalismo e até crítica religiosa.

Desenvolveu análises dentro e fora da visão literária, mas, apesar de seus estudos precoces na juventude, se torna mais conhecido na União Soviética e parte do mundo a partir dos anos 1960. Até os dias atuais é reconhecido como o criador de uma nova teoria sobre o romance europeu.

Em 1975, no ano de sua morte, a obra “A Teoria do Romance” foi publicada parcialmente no conjunto “Questões de literatura e estética”, sendo republicada na íntegra em 2012, graças a um esforço editorial de relançar suas obras na Rússia. No Brasil, a obra completa é lançada pela editora 34, com traduções de Paulo Bezerra.

Leia a seguir um trecho do livro:

“A linguagem no romance é uma das questões mais atuais de nossos dias. Contudo, à luz das ideias do realismo socialista, elaborar com eficiência e profundidade esse problema à base de matérias de nossa atualidade e da produção soviética pressupões resolver de antemão uma questão de princípio, vinculada à natureza especial da linguagem do romance, àquelas tarefas particulares e possibilidades do discurso determinadas pelas peculiaridades do gênero romanesco. Nessa questão falta até hoje a clareza necessária, e este livro é uma tentativa de resolvê-lo.”

Conheça mais o livro:

http://www.editora34.com.br/detalhe.asp?id=854&

Referências:

https://pt.wikipedia.org/wiki/Mikhail_Bakhtin

http://www.iep.utm.edu/bakhtin/

Capa do livro:

,

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *