Novo conceito de valores de uma empresa

Novo conceito de valores de uma empresa.

Por Fernando Rebouças

Tradicionalmente, os valores descritos na apresentação de uma empresa se refere à crenças e princípios que devem orientar as ações da empresa, sua cultura e as decisões de seus funcionários e colaboradores. Os valores determinam o comportamento das pessoas que trabalham numa determinada empresa.

Os valores da empresa devem ser bem transmitidos aos funcionários por meio de exemplos deixados pelos proprietários e chefes da mesma, palestras e na convivência interna e externa (consumidores, parceiros e colaboradores). Porém, quando os valores não são delineados e não contagiam os envolvidos de uma corporação, os valores são vistos como algo simbólico e ambíguo.

Acredita-se que, da mesma maneira que os filhos herdam comportamento e valores culturais de seus pais, os funcionários podem herdar o mesmo de seus líderes empresariais, e extrair da cultura da empresa uma nova forma de se comportar profissionalmente. Porém, a cultura empresarial independe, em determinados casos, das ações isoladas de líderes e diretores de uma empresa, os valores podem e devem ser gerados por meio de experiências compartilhadas e desenvolvidas no decorrer de diferentes processo produtivos.

Quando o valor de uma empresa é bem difundido, ele ajuda na formação da personalidade da empresa, criando um natural padrão de comportamento junto aos clientes, parceiros, fornecedores, colaboradores e comunidade. Quando esse valor é positivo, torna a empresa mais produtiva e mais atraente para a conquista de novos talentos e de mercado.

O valor se refere à essência de uma empresa ou marca. Segundo Philip Kotler, no marketing 3.0 o valor ganha um novo aspecto no mundo dos negócios. Nesse novo período, o valor é entendido como a cultura corporativa, sinônimo de integridade. Deve alinhar os valores gerados e compartilhados com as ações dos empregados, intuídos por uma cultura colaborativa, cultural e criativa, capacitando os funcionários a mudar e melhorar a vida dos outros.

Segundo Kotler, ser líder de uma empresa é saber inspirar, inspirar comportamentos mais humanos dentro da empresa e maior atenção ao público externo, o líder não deve ser p único a tomar decisões, mas compartilhá-las em equipe, para que todos se sintam responsáveis; incentivar a busca por inovação (seja de produtos, serviços e atendimento), gerando um ambiente de autonomia para o funcionário. Kotler ainda cita um provérbio chinês “ Conta-me e eu esquecerei, mostra-me e eu talvez me lembre; envolva-me e eu entenderei”.

Referências:

http://www.brandme.com.br/valores/

http://www.merkatus.com.br/10_boletim/77.htm

Kotler, Philip. Kartajaya, Hermawan. Setiawan, Iwan. Marketing 3.0. Ed. Campus. Rio de Janeiro. 2010.

 

,

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *