O Processo

O Processo.

Por Fernando Rebouças

O Processo é um romance de autoria do escritor Franz Kafka. O autor havia mantido o livro inacabado quando entregou os originais em 1920, depois de sua morte, seu amigo Max Brod editou o livro por considerá-lo um romance completo. O livro foi publicado em 1925.

No ano de 1915, Franz Kafka, morando sozinho, aprofundou-se no trabalho do livro. Nesta obra Kafka expõe boa parte de seus próprios conflitos emocionais, medos e atos nas entrelinhas dos significados presentes na história.

Kafka considerava “O processo”, obra publicada postumamente, uma história inacabada.Tinha o objetivo de escrever mais capítulos antes do capítulo final. Os acontecimentos descritos em “O processo” exprime um ambiente de sonhos e pesadelos, que o próprio Kafka vivia em seu mundo emocional,

Segundo Torrieri Guimarães, tradutor do livro, a obra permaneceria sempre incompleta se o leitor não reconhecesse a figura atormentada de Kafka. Romancista nenhum pode separar-se de sua própria obra, pois a mão do autor imprime a tudo o que lhe atinge em sua sensibilidade e personalidade.

O livro relata a história do bancário Josef K. que acorda numa manhã (no dia de seu aniversário) cercado por guardas e por um oficial para ser detido, no intuito de responder um processo no qual nada lhe é explicado a respeito. Josef K. , inicialmente não reconhece ser um homem alvo de processo pelo mesmo não ser verdadeiramente justificado nas devidas razões, nem os guardas se apresentam com algum documento ou indiciamento.

Mesmo sem conhecer os motivos pelo qual está sendo processo, acaba se envolvendo com o ambiente do judiciário, com as pessoas relacionadas, e vivendo um tormento cada vez mais profundo. Há passagens no livro que seguem o encadeamento racional da história enquanto que outras passagens são descritas como visões e sonhos do próprio Josef K.

A justiça no livro é descrita como uma instituição enfraquecida, desestruturada e enfadada de burocracia. Uma instituição que exige conhecimento pessoais entre o judiciário para se conseguir algum benefício.

Nos estudos acadêmicos e literários o livro oferece um estudo reflexivo sobre as condutas jurídicas, sobre o estado de direito e a concepção de conflito interno a que um homem pode estar submetido.

Afinal, como se defender de um processo judicial sem conhecer a natureza da acusação, o desdobrar do processo e , ainda, contando com um advogado enfermo para a sua defesa. Josef K. tenta de todo modo encontrar alternativas para se defender, se aproximando das mulheres da justiça (incluindo a amante do próprio advogado) e tentando uma amizade com o pintor oficial dos juristas.

O livro é constantemente adaptado para o teatro, no cinema foi levado para as por Orson Welles no longa “The Trial”.

Referências:

http://pt.wikipedia.org/wiki/O_Processo

Kafka, Franz. O processo. Ed. Martin Claret. São Paulo ,2009

Dica de leitura

A editora Martin Claret mantém o livro publicado em seu catálogo:

http://www.martinclaret.com.br/index.php/o-processo-martin-claret/

One comment on “O Processo
  1. Pingback: Franz Kafka | AgendaPesquisa.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *