Reciclagem de óleo de cozinha

Reciclagem de óleo de cozinha.

Por Fernando Rebouças

O óleo de cozinha representa um fator nocivo à natureza, cada litro de óleo que vai para o esgoto possui a capacidade de poluir até 1 milhão de litros de água. Além da poluição na água, o óleo fica retido nos encanamentos e nas estruturas dos esgotos provocando entupimentos e rompimentos das redes de esgoto.

Para desentupir os encanamentos e as redes de esgotos são empregados produtos químicos tóxicos que sobrecarregam ainda mais o meio ambiente e a saúde humana. Quando o óleo alcança o curso dos rios compromete a absorção da luz e a oxigenação na água.

No Brasil, na cidade de Santo André, estado de São Paulo, há a ONG Ação Triângulo que, ao lado de outras iniciativas similares no país, realiza trabalho de conscientização, capacitação e reciclagem. O projeto coleta o óleo de porta em porta e o envia para uma usina onde é transformado em sabão por jovens de comunidades carentes.

Além de transformá-lo em sabão, há entidades e organizações sem fins lucrativos que transforma o óleo de cozinha coletado em biodiesel. A produção do biodiesel proveniente do óleo usado propicia a proteção do meio ambiente, geração de energia, trabalho, fonte de renda e o fortalecimento das estações de reciclagem. Uma das principais estações é a Estação de Reciclagem Pão de Açúcar Unilever.

Depois de utilizado, o óleo deve ser colocado em garrafas pet após resfriado, a garrafa deve ser bem tampada e depositada no coletor específico. Para  a produção do biodiesel , o óleo é encaminhado para as recicladoras de lixo e, por meio do trabalho de cooperativas, o óleo é levado para uma usina especializada e credenciada para a transformação do biocombustível.

Essa modalidade de reciclagem retorna o óleo ao sistema produtivo e diminui a demanda de combustíveis fósseis como a gasolina. Em nível nacional, o Governo Federal, desde a gestão do presidente Lula,  implementa o Programa Nacional de Produção e Uso de Biodiesel, cuja sigla é PNPB. O biodiesel diminui a demanda do uso e importação do petróleo, diminui a poluição ambiental nos rios e os transtornos nas redes de esgoto.

Em 2007, a Refinaria de Manguinhos, situada em Bonsucesso, Rio de Janeiro, tornou-se na primeira refinaria brasileira a produzir o biodiesel proveniente da reciclagem do óleo de cozinha. A refinaria necessita , em média, de 600.000 litros de óleo para manter seu ritmo de produção.

Referências:

http://www.rgnutri.com.br/sqv/curiosidades/roc.php

http://www.setorreciclagem.com.br/modules.php?name=News&file=article&sid=558

, ,

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *