Retrato Das Desigualdades de Gênero e Raça no Brasil

Retrato Das Desigualdades de Gênero e Raça no Brasil em 2015

Segundo a pesquisa Retrato Das Desigualdades de Gênero e Raça, divulgado em março de 2017 pelo Ipea (Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada), entre os anos 1995 e 2015, a família brasileira registrou alteração em sua configuração tradicional. A formação composta por um casal e dois filhos respondia por 58% das famílias em 1995, o percentual caiu para 42% no ano de 2015.

Por outro lado, aumentou o número de lares composto apenas por uma pessoa e por casais sem filhos. Segundo a pesquisa, o percentual de pessoas que vivem sozinhas cresceu de 7,9% para 14,5% em duas décadas.  O número  de mulheres sem filhos passou de 2,4% para 3%.

A pesquisa se baseou em dados do Pnad (Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios) e identificou que os lares chefiados por mulheres também aumentou. Em 1995, os domicílios chefiados por mulheres respondiam por 23% da pesquisa, em 2015 esse percentual cresceu para 40%.

Na relação de trabalho entre homens e mulheres, houve pouca mudança a favor da igualdade, as mulheres continuam trabalhando mais horas do que os homens devido à dupla jornada no emprego e em casa. No ano de 2015, a carga total de trabalho das mulheres era de 53,6 horas e a dos homens de 46,1 horas.

Entre os anos de 1995 e 2015, manteve-se a desigualdade de salário, apesar das mulheres atingirem maior escolaridade na média. Segundo a pesquisa, homens brancos possuem melhores salários, seguidos, na pesquisa, por mulheres brancas, homens negros e mulheres negras.

Entre os anos 1960 e 1980, a responsabilidade feminina na dupla jornada aumentou muito nessas décadas, mas se estabilizou nos últimos vinte anos. A pesquisa do Ipea também identificou que tem diminuído o interesse por parte das mulheres jovens pelo trabalho doméstico, trabalhadoras domésticas com idade de até 29 anos respondiam por 51,5% em 1995, quantidade que caiu para 16% em 2015.

Acesse o estudo na íntegra: 

http://www.ipea.gov.br/portal/images/stories/PDFs/170306_retrato_das_desigualdades_de_genero_raca.pdf

Vídeo:

 

 

,

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *