Revolução Cubana – 50 anos (1959 – 2009)

Revolução Cubana – 50 anos (1959 – 2009)

Por Fernando Rebouças

Em 2009. A Revolução Cubana comemorou 50 anos de aniversário, num momento em que a ilha de Fidel se divide entre a tradição política e a necessidade por mudanças estruturais na área social e econômica. O irmão de Fidel Castro, Raúl Castro, assumiu a presidência de Cuba em fevereiro de 2008, fato que sinalizou possibilidades de mudanças em Cuba.

O primeiro ano da gestão de Raúl Castro conciliou atitudes de continuidade política com mudança. Desde julho de 2006, quando Fidel Castro foi submetido a uma cirurgia abdominal e afastado por problemas de saúde, Raúl assumiu o governo interinamente.

Desde então, Raúl Castro eliminou pequenas proibições ao povo cubano. No varejo, as lojas passaram a comercializar celulares, equipamentos de informática, dvds e outras inovações tecnológicas que antes não entravam no comércio cubano.

Medidas que , inicialmente, objetivam atualizar o regime socialista cubano, longe de trazer o capitalismo como ordem vigente à política da ilha de Fidel. O que impede profundas mudanças na postura econômica cubana é o embargo comercial dos EUA vigente desde 1962.

A Revolução Cubana, como movimento popular, permitiu a reforma agrária e urbana, erradicou o analfabetismo, propiciou avanços na saúde, na cultura e nos esportes. Para alguns historiadores, Cuba já possuía bases históricas para obter bons índices sociais.

O país foi o principal núcleo da colonização da Espanha na região caribenha, recebendo colonos espanhóis cuja origem eram as famílias ricas. Segundo os críticos à Revolução, Cuba perdeu muito em material humano e em estrutura, o país carece de novas construções, de nova frota de transportes e fomentou na população uma cultura negativa ao trabalho, o que vale é ter conhecidos no partido comunista para conseguir melhores benefícios e os melhores cargos.

A Revolução Cubana, até os dias atuais, simboliza coragem e audácia política, e ao mesmo tempo, significa a perda do ideal de liberdade, que se perdeu num estado socialista opressor e fechado.

 Referências: 

http://ultimosegundo.ig.com.br/mundo/2009/01/01/cuba+comemora+50+anos+de+revolucao+dividida+entre+transicao+e+continuidade+3231427.html

 

One comment on “Revolução Cubana – 50 anos (1959 – 2009)
  1. Pingback: Revolução Russa (100 anos) | AgendaPesquisa.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *