Sexismo

Sexismo

Em tempos de lutas por direitos iguais entre homens e mulheres, a palavra “sexismo” passou a ser muito utilizada, principalmente, para qualificar pessoas como certos representantes políticos que defendem privilégios para determinado gênero, sendo eles chamados como sexistas. Numa concepção direta, o sexismo é uma forma de discriminação de gênero ou ideia de supremacia de um gênero sexual sobre o outro.

Geralmente, essa ideia de superioridade pode ser baseada em personalismos, quando se utiliza exemplos de homens e mulheres dotados de alguma capacidade superior e considerada absoluta. Nos debates antissexistas, essa superioridade de gênero é questionada, pois homens e mulheres são seres humanos com condições iguais de errarem, acertarem, evoluírem e trabalharem conjuntamente para o bem da sociedade com direitos e condições iguais.

Homens e mulheres costumam ser vítimas de sexismo, principalmente, na área profissional e na convivência social, porém esse tipo de preconceito é percebido de maneira mais forte e comum sobre as mulheres. Afirmações como “homem não chora”, “homem não pode rejeitar uma pretendente para o ato sexual”, “mulher não sabe dirigir”, “mulher não pode dizer não”, “mulher não pode jogar futebol” são exemplos de expressões muito utilizadas no cotidiano como forma de limitar as capacidades e o direito de escolha de cada indivíduo pelo gênero sexual.

Além do preconceito, o sexismo radical pode criar ambientes de riscos e propícios para a violência sexual como a pressão psicológica contra homens e mulheres, o assédio sexual e o estupro praticado contra as mulheres.

A discriminação de sexos pode ter outros termos para definir um preconceito ou violência praticada de modo mais específico conforme o gênero e a opção sexual, tais como:

Homens = misandria;

Mulheres = misoginia;

Homossexuais = homofobia;

Transsexuais = transfobia.

Vale salientar que, as diferenças físicas e biológicas entre homens e mulheres não devem ser consideradas como empecilho para o desenvolvimento profissional e social do indivíduo, sendo a capacidade, a dedicação e o respeito como os principais requisitos que um ser humano deve possuir e demonstrar para exercer a sua profissão e viver plenamente a sua vida.

,

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *