Sustentabilidade agrícola

Sustentabilidade agrícola.

Por Fernando Rebouças

A sustentabilidade agrícola visa pesquisar, analisar e produzir de forma equilibrada sobre o consumo de riquezas e os recursos naturais e agrícolas, e a produção e preservação dos mesmos. A pesquisa elaborada para a sustentabilidade agrícola busca dados referentes à geração de renda, impostos, divisas, geração de empregos e valorização da mão-de-obra.

Há três dimensões na sustentabilidade agrícola, a primeira lida com os fatores climáticos, mercadológicos, política de comercialização e métodos de promoção do lucro para o produtor. Essa primeira etapa é referente à viabilidade e sustentabilidade econômica do agronegócio.

A segunda é referente à sustentabilidade social, na implementação de um sistema de produção que assegure os direitos trabalhistas e adequação das condições de trabalhos. A sustentabilidade social no meio agrícola visa a qualificação da mão-de-obra e o seu retorno.

A terceira etapa é referente à sustentabilidade ambiental do sistema produtivo. Nesse contexto, a rentabilidade da produção agrícola não deve gerar perdas ecológicas. A sustentabilidade econômica deve estar equilibrada com as ações sobre o meio ambiente.

Um projeto de sustentabilidade agrícola, no quesito da sustentabilidade ambiental, deve respeitar as exigências da conservação de uma Área de Proteção Ambiental (APP), a restauração das matas ciliares, cursos d´água, áreas nascentes e lençóis freáticos.

A sustentabilidade agrícola veio à tona quando as interferências humanas, por meio da implantação de sistemas agrícolas, começaram a avançar sobre o meio. Os trabalhos relacionados passaram a exigir metodologia e sistema de análise que permitissem um melhor grau de compatibilidade entre o sistema de produção agrícola e a preservação ambiental.

Num estudo biológico, a presença da fauna selvagem nas proximidades de uma propriedade agrícola demonstra o equilíbrio real existentes entre a biodiversidade local e os recursos oferecidos pelas propriedades, numa relação que mantém a composição de povoamentos da fauna e sua estrutura.

Num projeto de grande dimensão busca-se resultados positivos sobre a biodiversidade faunística, critérios científicos sobre essa biodiversidade, além de testar e desenvolver métodos para os estudos sobre a fauna local. Num território definido, para a execução dese estudo, utiliza-se protocolos de procedimento, cartografia, amostras e análise numérica dos dados obtidos.

A sustentabilidade no meio agrícola objetiva a manutenção da produtividade a longo prazo, buscando ideias de estabilidade do nível de produtividade e igualdade entre os sistemas produtivos. Na agricultura, a sustentabilidade envolve fatores físicos, bióticos e estudo sobre a viabilidade econômica e sociocultural.

O tema tem crescido no Brasil, desenvolvendo condições agroambientais e socioeconômicas, mas ainda bloqueado pelas dificuldades em articular a atividade da sustentabilidade ambiental nos fatores sociais, culturais, biológicos e econômico.

Referências:

http://www.biodiversidade.cnpm.embrapa.br/

http://www.sigcampinas.cnpm.embrapa.br/susten.html

 

,

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *