Sustentabilidade socioambiental

Sustentabilidade socioambiental.

Por Fernando Rebouças

Na área ambiental a palavra sustentabilidade passou a ser conceituada a partir dos anos 80, por meio da iniciativa de Lester Brown, fundador da Wordwatch Institute. A sustentabilidade socioambiental refere-se a uma comunidade que satisfaz as suas necessidades preservando o meio ambiente e os recursos naturais envolvidos no processo de extração para a manutenção das condições de vida para futuras gerações.

As atividade antrópica não pode interferir negativamente nos ciclos de renovação dos ecossistemas. Produzir preservando o meio é um dos pontos básicos para a manutenção da natureza para a atual e futura geração; e para a própria manutenção do progresso econômico.

O mundo hoje assiste a um crescente aumento da população, do aprofundamento da industrialização, do processo de urbanização e de perdas irreversíveis decorrentes da exploração do meio ambiente. Entre as causas dessas perdas destacam-se o desmatamento descontrolado das florestas, a destruição da camada de ozônio e o desperdício da água.

Nos moldes da sustentabilidade socioambiental a humanidade necessitará de planejar e implementar uma nova era econômica, renovando as bases produtivas para um crescimento duradouro e equilibrado em nível social e ambiental.

Para alcançar esse objetivo a sociedade global terá que passar por mudanças nas áreas políticas, sociais e econômicas; será primordial um crescimento econômico que atenda as reais necessidades humanas, atendendo às questões sociais mais emergentes, gerar infraestruturas para a qualidade de vida e preservação do meio ambiente.

Nesses objetivos se resume o principal foco da sustentabilidade socioambiental que deve ser assumida conjuntamente por todos os países. Um empreendimento para se tornar sustentável precisa seguir as seguintes condições:

– Ser ecologicamente correto;

– Economicamente viável;

– Socialmente justo;

– Culturalmente justo.

Segundo diversos ambientalistas do mundo, o Brasil possui todas as condições para ser uma superpotência da sustentabilidade no século XXI . Leia a opinião de Lester Brown sobre o Brasil:

“Sob o ponto de vista ambiental, o Brasil é uma superpotência. Pela infinidade de recursos naturais, o país tem opções como nenhum outro para começar a progredir em direção a uma economia ambientalmente sustentável. Mas a saúde dessa biodiversidade está sendo destruída. E isso é um erro. Só para se ter uma ideia dessa riqueza, nas florestas do Brasil podem residir a cura para muitas doenças que existem e que ainda vão existir. O país, portanto, tem tudo para se posicionar como um líder nessa mudança. Isso significa que o Brasil tem a chance de não passar por certos estágios de degradação que países como os Estados Unidos estão passando. Pode ir direto rumo às tecnologias que desenvolvem o uso de fontes de energia renovável.”

Referências:

http://www.fec.unicamp.br/~bdta/premissas/sustentabilidade.htm

http://www.atitudessustentaveis.com.br/sustentabilidade/sustentabilidade-empresas-ecologicamente-corretas/

http://www.wwiuma.org.br/entr_lesterbrown.html

 

, ,

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *