Teatro Brasileiro de Comédia

Teatro Brasileiro de Comédia (Oduvaldo Vianna)

Nos anos 1930 e 1940, era predominante no Brasil espetáculos de humor no teatro, principalmente, centralizado num ator principal que tinha a arte do improviso. Na maioria dos casos, o ator era dono da companhia como Procópio Ferreira, Jaime Costa e Ducina de Morais.

Em 1948, foi fundado o TBC (Teatro Brasileiro de Comédia), numa fase iniciada por Francisco Zampari. Na época, na fundação, o TBC iniciou num casarão aparelhado com 18 camarins, salas de ensaio, carpintaria, figurino, cenografia e outros setores.

Para aprofundar o tema, apresentamos a memória de Oduvaldo Vianna foi jornalista, tradutor, adaptador, encenador, ator, empresário, professor e diretor de escola dramática, autor de várias peças teatrais, algumas mais bem-sucedidas, outras nem tanto. A editora Fap-Unifesp lançou a obra Formas de Teatro de Comédia, sobre a obra de Oduvaldo Vianna, escrito por Wagner Martins Madeira, publicado pela editora Fap-Unifesp. Sobre Oduvaldo Vianna no teatro, o livro relata:

“Poucas vezes uma rubrica de Oduvaldo atingiu tamanha complexidade em termos de concepção plástica e propósito ideológico. Há aí metalinguagem, humor, ironia com a classe teatral e consigo próprio. A peça em questão, “Um tostãozinho de Felicidade”, de 1931, reflete o interesse do autor pela realização cinematográfica naquele momento. Não fazia muito, havia viajado aos Estados Unidos para conhecer a indústria americana de cinema. Oduvaldo queria o público em suas peças e percebeu argutamente as possibilidades imagéticas inerentes ao cinema, que poderiam ser aproveitadas no teatro. O autor estava atento aos recursos que se apresentavam em termos estéticos. Desde sempre, suas peças procuravam trazer um realismo cênico que se aproximava do naturalismo defendido por Antoine, na França, sem descuidar das ideias da corrente visual que valoriza o espetáculo.” Pág 31

Link para o livro:

http://www.editorafapunifesp.com.br/

,

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *