Turismo na Coreia do Norte

Turismo na Coreia do Norte

Oficialmente, a Coreia do Norte é referida como República Popular Democrática da Coreia, está situada no leste asiático, sua capital é a cidade de Pyongyang. O Estado é unipartidário governado pelo Partido dos Trabalhadores.

O ponto mais alto de seu território é a Montanha Baekdu com 2.744 metros de altura, e o rio mais longo é o rio Amnok. O país possui clima temperado, o inverno costuma ser seco e o verão quente. O país é aberto para receber turistas com certas restrições.

Os cidadãos da Coreia do Sul não são bem recebidos na Coreia do Norte, mas o país possui regras para receber turistas norte-americanos e ocidentais, desde que os mesmos não façam propaganda contra o governo norte-coreano nas áreas públicas e nos hotéis do país.

O turista não é autorizado a fotografar tudo que encontra, é proibido andar sozinho pelas ruas e questionar o roteiro oficial de viagem concedido pelas agências do governo norte-coreano. A KITC, Agência Coreana de Viagens Internacionais, é o órgão oficial de turismo do governo.

Considerado o país mais fechado do mundo, a Coreia do Norte recebe em média 70 mil turistas por ano, um número muito baixo em comparação aos principais países turísticos do mundo que recebem mais de 20 milhões de turistas ao ano.

Para chegar até a Coreia do Norte é necessário ir para a China e fazer uma conexão de trem ou avião. A viagem de avião dura duas horas e a de trem de 25 anos. As agências de viagem oficiais do país sempre obrigam o turista a ser acompanhado por um ou dois guias e seguir recomendações.

Fugir do hotel, por exemplo, pode causar ordem de prisão, mas caso o turista cometa erro o castigo é aplicado aos guias. No país é proibido fotografar militares, com exceção das áreas desmilitarizadas.

É proibido ao visitante distribuir material religioso, discutir política e andar pelo país com equipamentos eletrônicos (incluindo celulares), livros e publicações da Coreia do Sul. Segundo dados oficiais, brasileiros não costumam viajar constantemente para a Coreia do Norte.




Leia também:

PROGRAMA NUCLEAR DA COREIA DO NORTE

COREIA DO NORTE

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *